PROJETANDO LUCROS NO CAMPO
(91) 99102-8683 | 99965-3373
contatos@lgagro.com.br
INFORMATIVOS

Angus registra aumento de mais de 54% nas vendas da Expointer 2015

Angus registra aumento de mais de 54% nas vendas da Expointer 2015

Seguindo as projeções de negócios aquecidos na pecuária, a Angus encerra a Expointer com alta de 54,58% nas vendas em relação à feira de 2014 e movimentação de R$ 2 milhões. O ponto alto da exposição foi a comercialização da Feira da Novilha, que superou R$ 1,5 milhão com a comercialização de 882 animais, aumento de 68% na movimentação. A estimativa é que R$ 1,12 milhão refira-se a animais da raça Angus. A média por quilo das novilhas penhas de R$ 6,66 superou expectativas. Resultado excelente também foi obtido nas terneiras (R$ 6,87/quilo).

O leilão de gado rústico Angus também teve crescimento de negócios, acompanhando tendência de valorização de animais criados a campo. Ao todo, foram negociados 33 bovinos por um total de R$ 215,5 mil, alta de 28,9%. O destaque foram as fêmeas PO que atingiram média de R$ 5.200,00 por cabeça.

Nos remates particulares, destaque para o Leilão da Reconquista Agropecuária, que movimentou R$ 2,3 milhões (incluindo Angus e cavalos Crioulos). A média dos animais Angus ficou em R$ 62.700,00. A grande campeã da Expolondrina (Reconquista TE2068 Tina Density Quebracho) foi negociada por R$ 208 mil, valor recorde da raça na Exposição. No Leilão Catanduva, uma terneira atingiu valorização de R$ 60 mil e teve a arrecadação doada para a Kinder - Centro de Recuperação.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Angus, José Roberto Pires Weber, os números confirmam o bom momento que a raça Angus vive no país. “As altas médias dos ventres Angus na Expointer indicam que o agropecuarista brasileiro está disposto a investir em genética de qualidade e na ampliação de seus rebanhos Angus”.

Momento que se reproduz na venda de cortes Angus ao consumidor. “Nossa carne é reconhecida internacionalmente pela alta qualidade, e a genética dos animais apresentados na Expointer justifica essa posição”, pontuou Weber, salientando o alto nível dos ventres e touros que participaram do julgamento morfológico de 2015. O crescimento da raça foi referendado pelo jurado argentino Carlos Ojea, que notou um avanço substancial dos exemplares expostos na Expointer nos últimos anos. 

Fonte: Assessoria Agro


05/09/2015